News

February 17 2015 O Grupo Melo continua a sua expansão para alcançar uma flexibilidade total de seus produtos finais

Em 2013, o Grupo Melo, do Panamá, deu início à reforma de sua planta de processamento com a instalação de um sistema de chegada em caixas de plástico, linha de abate e linha de evisceração ECP. Em 2014, a empresa decidiu incluir alguns equipamentos novos nesses departamentos, com a instalação de um estimulador elétrico e um contador de aves vision M1.0 no departamento de abate. 

Porém, a expansão continua com uma renovação completa do segundo departamento de processamento, que está agendada para o segundo semestre de 2015. Uma nova linha de pesagem de alta velocidade, que inclui o sistema de classificação de qualidade QGS, automaticamente distribuirá as aves com base em sua qualidade e peso, tanto para o sistema de corte Food Servicer ou para a linha de corte Physic HS. O sistema de corte Food Servicer produz tipos específicos de cortes para partes, que são distribuídas aos seus restaurantes Pío Pío. A linha de corte Physic HS possui todos os tipos de módulos e desvios, e permitirá que o Grupo Melo faça todos os diferentes cortes necessários. Além disso, uma desossadora de peitos Rapid Plus, que inclui a nova solução de separação de carne de dorso, fará parte da expansão. O novo departamento de processamento secundário será controlado pelo gerenciador de distribuição M5.1 mLogic da Meyn, o que oferecerá flexibilidade total.

Todos os produtos produzidos serão transportados em esteiras para a área de embalagem, onde serão pesados e embalados em caixas. Toda a área de embalagem será controlada por uma solução de gerenciamento de depósitos CSB, que assegura a distribuição dos produtos certos aos canais certos.

back to overview